18 de abr de 2013

Resenha: A menina que roubava livros

prontos pra chorar?
Ooi gente!
Como estão vocês? Eu queria pedir desculpas pelo grande tempo sem postar/responder comentários/fazer alguma coisa aqui, eu meio que fiquei mexendo no layout que eu estou fazendo há séculos. Ah, e o Tráfico de Livros está bem legal, viu? Não é só porque eu escrevo, mas está apaixonante. Já tive algumas inscrições para postadoras aqui, mas espero mais gente lá no submit.

Hoje eu trago uma resenha de um livro que eu li faz um pequeno tempinho. A história de como eu obtive ele é bem estranha, por sinal. Eu fui no sebo que a Jubs me indicou e comprei A Garota Americana, e quando eu estava pagando, eu vi um "A menina que roubava livros" em cima do balcão. Tinha outro livro, que eu não lembro o nome. Quando eu vi, eu falei "que legal, esse livro aqui eu vou pegar emprestado da Julia pra ler depois", daí o homem do caixa me disse "se você quiser, pode pegar", eu peguei, porque ele me deu o livro de graça, eu achei que era bondade dele, mas depois quando eu cheguei em casa, vi que tinha um selo do estado, então ele me deu o livro porque era de alguma escola do estado, porque ele não podia vender. Por isso que o livro tem um selo na capa, e aparentemente ele é menor do que os de livraria, não tenho certeza.

Uau, como eu falo demais!

Viram o selo? Pois é... Ignorem meu crocs ao fundo.

A menina que roubava livros conta a história de Liesel Meminger, uma garota que viu seu irmão morrer, e roubou um livro que o homem que enterrou-lhe derrubou. Depois de chegar a Molching, Liesel vai morar com Hans e Rosa Hubermann. E é na rua Himmel que ela conhece Rudy, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, Max, seu amigo judeu invisível, e a mulher do prefeito, uma amiga que ela demora a descobrir. Mas a Alemanha nazista muda sua vida.

Eu gostei muito do livro, mas dei 4,5/5 estrelas porque é muito triste (sim, eu tiro nota de livros tristes). A história é muito bem contada, apesar das palavras em alemão (algumas dava pra entender ~feel like a german~). Enfim, a capa é linda, o livro é lindo, e eu parei de ler umas cinco vezes o final porque não queria chorar. 

Vocês já leram? Vão ler? Gostaram?

Espero que tenham gostado da resenha, até mais!

P.S: essa resenha faria parte da "quinzena literária" que se tornou como uma tag para as resenhas dos livros que eu li até hoje, ok?

5 comentários:

  1. Bom eu ate começei a ler amsi nao gosto muito de ler livros tristes rs.

    E no começo fiquei ate com um pouco de medo kk.

    Gostei do post e agora como entendi deu vontade de começar a ler de novo :D

    Visita?http://blog-dessa-world-of-dreams.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu tô doida atrás desse livro *-* Muitos já me indicaram ele.Só não quero chorar,mas vou me alto-desafiar e não chorar #Fuck Yea#
    Beijos!
    Blog-sibeleekpop.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Aaaah, já faz um tempo que quero ler esse livro =/ Quem dera se eu ganhasse de graça também USHAUH'
    Também não sou muito chegada à livros MUITO tristes, senão ele molha e estraga poxa... rs' Mas estou doida para ler :3
    Beijos, Chovendo Diamantes

    ResponderExcluir
  4. Aiin, quero ler esse livro demais!!
    Enfim, ameiii seu blog. Tipo, perfeito e lindo <3
    O conteúdo é mega maneiro, e sempre quando eu puder estarei por aqui, tá? rs
    Aliás, acabei de criar um blog. E amaria ter sua visita, até pq opiniões são sempre bem vindas né? Aah, estou seguindo aqui tbm.
    Beijos e uma ótima semana.
    blog-splashy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Também não gosto de livros tristes. Quase peguei ele semana passada, mas acabei desistindo.♥

    PiinkCookie.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por ler e comentar!
Deixe o link do seu blog (ou seu perfil aberto) para que eu possa retribuir. Não gosto muito de responder dúvidas via comentários, então prefiro que você mande na ask ali ao lado ->
Comentários de divulgação sem nada sobre o post não serão retribuidos. Fale pelo menos um pouquinho sobre o post, por favor.
Faça aos outros aquilo que você quer que façam para você.